Confira 5 segredos para criar estampas que vendem

Com as possibilidades e facilidades de hoje, nunca foi tão simples abrir um negócio de produtos personalizados. Mas conseguir criar estampas que vendem e ainda administrar uma marca nem sempre é tarefa fácil.

Antes, é preciso planejar e criar estratégias para que o negócio não seja frustrante e um sonho se torne um pesadelo. Tem que pensar não só na parte criativa, mas na divulgação, estoque, financeiro etc. 

Para te ajudar nessa jornada, separamos algumas dicas importantes. Confira abaixo!

Ideias para criar estampas que vendem

Antes de mais nada, você precisa saber qual é o tipo de público que você quer atingir e que vai comprar suas estampas. Uma das maiores questões de começar a criar estampas e abrir um negócio é esquecer esse detalhe na hora de pensar no planejamento. Faça uma pesquisa sobre nichos e personas para entender melhor o perfil dos consumidores que você quer se aproximar.

1 – O momento certo e o tema certo

A internet é um campo cheio de conteúdos, memes e notícias do momento. Portanto, a inspiração é o que não vai faltar na hora de criar as estampas. Mas apesar disso, não é qualquer coisa para qualquer nicho que vai fazer sentido. Pegar algum meme ou piada e tentar adaptar a qualquer preço pode não agradar muito o seu público.

Outro ponto importante é que você precisa surfar na onda do que está em alta no momento. Não adianta nada criar e colocar para vender uma estampa muito tempo depois que aquele assunto surgiu. Quando se trata de internet, a velocidade conta muito.

Há também alguns assuntos que se tornam eternos, alguns memes que são atemporais. Nesse caso, você precisa entender se vale ou não a pena investir nesse tipo de estampa para o seu negócio.

Mas além disso, há algumas datas importantes que não podem deixar passar batido. Por exemplo, criar e publicar as estampas feitas para o Dia das Mães deve ser feito com uma certa antecedência à data para se ter tempo de anunciar o produto e do público comprar.

2 – Estampas com frases

Você sabia que as estampas que mais vendem são aquelas com frases? Uma piada, uma frase irônica, um bordão, uma brincadeira… Esse tipo de estampa se conecta com muitas pessoas e passa mensagens de forma simples.

3 – Estampas que fazem rir

Camisetas engraçadas são ótimas e fazem muito sucesso, mas nem sempre todas vendem. Muitas vezes, as estampas só são engraçadas, faz as pessoas rirem, mas não a ponto de comprarem para vestir. É importante que ao longo do tempo, você consiga identificar melhor quais são os tipos de piadas que melhor vende para o seu nicho.

4 – Tenha referências, mas nunca faça cópia

Ter referências é fundamental para qualquer tipo de criação e criar estampas não é diferente. Além de buscar inspirações no mesmo universo do seu negócio, saia da caixinha e olhe para criações de outros assuntos. Dessa forma, você expande sua criatividade.

Mas não se esqueça: ter referências não é fazer cópias. Nunca copie nada de ninguém, use só para se inspirar.

5 – Crie várias estampas

É muito difícil saber exatamente o que vai ou não ser vendido quando se trata de estampas. Mesmo com um estudo minucioso do seu nicho, nem sempre é simples antecipar o que vai agradar mais. Uma dica é ter um catálogo cheio de estampas e ir mapeando quais são as que mais saem.

Lembre-se também que likes não são vendas. Então, não adianta nada você postar uma estampa no Instagram, por exemplo, e ter milhares de curtidas, mas ser desproporcional a quantidade de vendas.

Mas, claro, apenas com o tempo que você vai conhecendo melhor o seu próprio negócio e avaliando quais são os assuntos que valem mais a pena.

Se você tem várias ideias, mas não sabe como criar, você pode conferir nosso artigo sobre Aplicativos para fazer Arte em Camiseta. Além disso, há também o PlaceIt, um site que você encontra várias estampas pré-prontas, que é possível fazer algumas alterações.

Crie estampas que vende e venda sem estoque

Uma das maiores questões quando se trata de produtos personalizados é o estoque. Afinal, com tantas estampas diferentes, lidar com o tamanho, cor e modelo de camisetas diferentes é difícil. Algumas sempre vão vender mais do que outras e, no fim, será preciso gastar ainda mais energia para fazer a queima do estoque parado.

Agora, imagina produzir produtos somente depois que o cliente realiza a compra. Ou melhor: não só apenas produzir, mas só pagar pelo produto depois que ele for vendido. Assim fica muito mais simples para criar a quantidade de arte que quiser e entender quais tipos de estampas que vendem.

Essa é a lógica do Print on Demand (POD), ou impressão sob demanda em português!

O Print on Demand é um modelo de negócio que vem crescendo no exterior e ainda tem muito para crescer no Brasil.

Um benefício importante nesse modelo é que as marcas não precisam ter uma fábrica para produzir os produtos personalizados sob demanda, basta apenas fazer a integração com empresas que já possuem essa estrutura.

Funciona assim: você integra o seu e-commerce com uma empresa que trabalha com essa lógica, ela vai receber diretamente todos os pedidos da sua loja; processar, produzir e enviar diretamente para o seu cliente.

Assim, é possível focar em outras áreas para expandir ainda mais seu negócio, como a produção de mais estampas ou no marketing, por exemplo.

O precursor desse tipo de negócio no Brasil foi a Dimona com a solução de dropshipping chamado Dropsimples. Com uma fábrica própria, a empresa foi pioneira no país ao investir em tecnologias de impressão sob demanda (DTG). 

Confira como funciona o Dropsimples no vídeo abaixo:

Vantagens do Dropsimples:

  • Vender sem estoque
  • Estampa sob demanda
  • Não tem custo fixo
  • Conecta a loja, marca ou plataforma a uma infraestrutura fabril
  • Infraestrutura logística integrada de primeira linha com custos competitivos
  • A margem de prejuízo é muito baixa 
  • Pagamento apenas após a venda
  • Lançamento de estampas ilimitadas
  • Produtos com qualidade HD e tintas biodegradáveis

Imagina tudo isso!

Conheça agora a solução Dropsimples!

Deixe uma resposta