Plataformas de pagamento para seu E-commerce de produtos personalizados

Um dos pontos mais importantes de um e-commerce de produtos personalizados é uma boa plataforma de pagamento que deixe tanto você quanto o seu cliente seguros da compra. Além disso, a diversidade de meios de pagamento é um ponto que conta muito na experiência do consumidor. Ter opções como cartão de crédito, débito, boleto e até mesmo pix, por exemplo, são essenciais hoje em dia.

Com o crescimento de novos e-commerces no mercado, várias opções de plataformas de pagamento estão surgindo. No entanto, mesmo com um vasto leque de opções, é preciso entender que cada plataforma possui suas peculiaridades e que nem todas são ideais para o seu negócio.

Para te ajudar a entender qual é a que pode se adequar ao seu e-commerce de produtos personalizados, separamos algumas dicas e informações sobre algumas das melhores plataformas de pagamento do Brasil.

Confira abaixo!

5 dicas para escolher a melhor plataforma de pagamento para seu e-commerce de produtos personalizados

1 – Custos

Cada plataforma tem o seu valor por conta do que pode oferecer. E é por isso que você precisa saber o que cada uma tem para entender se vale ou não para o seu negócio. 

Por exemplo, algumas plataformas de pagamento cobram um valor mensal. Outras cobram um valor por transação. Dessa forma, é preciso entender também qual é o momento do seu negócio para que você não acabe optando por uma plataforma que destrua o seu caixa.

Algumas perguntas interessantes que você deve fazer a cada plataforma são as seguintes:

  • Quais são as taxas?
  • O valor cobrado é mensal ou por cada venda?
  • As taxas por cada venda são fixas ou variáveis?
  • Existe taxa para suporte ou já está incluso?
  • Quais são as condições para cancelamento de compra?
  • Quais são as condições para o parcelamento da compra?

A partir dessas informações, você consegue ter uma base sobre qual se encaixa no seu negócio. É também importante lembrar que a plataforma pode mudar com o avanço do seu e-commerce. Muitas vezes, aquela que é uma ótima escolha para o início, pode não ser vantajosa a longo prazo.

2 – Segurança

É um dos pontos primordiais para a escolha da plataforma de pagamento. Afinal, ninguém quer se expor a situações de risco quando se trata de dinheiro. 

Os consumidores estão cada vez mais atentos à sua segurança on-line e desconfiados em relação à exposição de seus dados. E um dos principais motivos de abandono de carrinho é quando o cliente não se sente seguro em colocar seus dados bancários ou sente que o site não é um local confiável.

Portanto, para  deixar o seu e-commerce seguro, se informe quanto à estrutura de segurança que cada plataforma de pagamento oferece, como certificados de SSL e PCI DSS.

O certificado SSL se refere à encriptação do e-commerce que autentifica e protege tanto os dados do consumidor quanto do negócio. Já o certificado PCI DSS é um padrão de segurança de dados de cartões de créditos e outros meios de pagamento.

Além de assegurar o cliente, proteja também o seu negócio. Opte por plataformas que oferecem proteção contra fraudes e ferramentas de gestão de riscos.

3 – Formas de pagamento

Algumas plataformas aceitam apenas as principais bandeiras de cartão de débito ou crédito. Enquanto outras possuem mais opções como boleto, criptomoedas, pagamento mobile e pix.

Um tipo de abandono de carrinho recorrente é quando o consumidor não encontra a bandeira do seu cartão ou não há opções de pagamento no qual ele consiga finalizar a compra. Por isso, uma dica para escolher a plataforma é optar por um leque de opções ou traçar um perfil mais detalhado sobre os hábitos de consumo do seu público-alvo.

Por exemplo, caso a sua persona utilize mais cartão de crédito, talvez seja interessante optar por plataformas que tenham mais variedades de bandeiras. Ou, então, escolher aquela que aceita as bandeiras mais usadas.

Também não é aconselhável optar por uma plataforma que tenha um leque enorme de opções e ter taxas altíssimas se o negócio estiver no início. Você pode acabar querendo abraçar todas as possibilidades e nem precisar de tanto. Avalie as possibilidades de acordo com a sua persona e o estágio do seu e-commerce.

4 – Experiência do usuário

A experiência do usuário é um dos fatores mais importantes e que deve ter uma atenção redobrada. 

Por exemplo, se o cliente vai fechar o carrinho e fazer o pagamento e se deparar com um site lento ou dificuldade de fazer a compra, é provável que ele, além de abandonar o carrinho, não volte tão cedo.

Deve ser levado em conta também o quanto a plataforma de pagamento aguenta picos de muita compra como Black Friday ou datas comemorativas. Ou se a experiência de compra pelo mobile é prática. 

Se coloque na posição do seu cliente na hora de fazer uma compra no seu site e pense em como a experiência com o seu e-commerce pode ser melhor.

5 – Assistência e suporte

Imagine a seguinte situação: seus clientes resolvem comprar no seu e-commerce na sexta à noite. Colocam os produtos no carrinho, vão finalizar a compra, mas não conseguem concluir.

Isso pode se tornar um pesadelo, caso a plataforma não ofereça um atendimento 24h e só trabalhe em horário comercial. Afinal, se aconteceu algum problema na sexta à noite, é provável que você só consiga resolver na segunda de manhã.

E quantas vendas você deixou de fazer no fim de semana…

Por isso, ao escolher a plataforma de pagamento, é preciso considerar algumas situações que podem vir a acontecer e tentar adaptá-las às condições do seu negócio. 

Por exemplo, caso o seu e-commerce esteja no início, talvez seja mais vantajoso optar por plataformas que cobram uma taxa a cada atendimento ao invés de pagar uma taxa fixa mensal. Tudo isso vai depender do tamanho do negócio e da frequência de vendas.

Conheça 5 plataformas de pagamento on-line no Brasil

1 – PayPal Standard e Plus

O PayPal é o maior e mais conhecido portal de pagamento online do mundo, detendo mais de 60% do mercado. Eles têm dois planos diferentes para pequenas empresas: Standard e Pro.

O PayPal Standard oferece uma maneira fácil de incluir o pagamento no seu e-commerce. Você só precisa criar uma conta no PayPal, escolher o botão de “pagar agora”, escolher o tipo de parcelamento e já está apto para começar a vender.

Essa praticidade é excelente para aqueles que estão começando um negócio online e ainda não entendem muito sobre configurações de pagamento mais elaboradas. 

Uma das desvantagens do PayPal Standard é a falta de personalização do botão, além de não ter acesso a dados importantes como o chekout do seu site. O padrão do PayPal vincula seus clientes a um site externo onde eles inserem os dados e pagam. Essa etapa extra pode ser uma experiência ruim para o seu consumidor.

Já o PayPal Plus oferece um sistema de checkout transparente, no qual você consegue ter controle dos seus dos seus clientes que estão realizando a compra, pois tudo acontece dentro do seu site e não em uma página externa. Dessa forma, você tem mais liberdade para oferecer uma experiência de compra melhor para o seu público.

Uma vantagem do PayPal Plus é a facilidade para o seu cliente. Ao realizar uma compra, ele pode escolher a opção de salvar os dados do cartão para não precisar repetir as informações da próxima vez. Assim, o pagamento pode ser feito em apenas um clique!

Para muitos consumidores, esse tipo de experiência é muito importante, pois agiliza todo o processo da compra, sem a necessidade de ficar sempre colocando os dados do cartão de crédito.

É importante ressaltar que o PayPal não aceita a opção de boleto bancário.

2 – Pagar.me

Uma das formas de pagamento mais simples de receber seus pagamentos online é o Pagar.me. O sistema é compatível com qualquer site de código aberto, além de plataformas como Loja Integrada, Magento, Vtex, WooCommerce, entre outras.

O Pagar.me oferece praticidade tanto para você quanto para seu cliente, além de segurança e sistema antifraude. É a única solução nacional que oferece a alta performance dos gateways, além de grande facilidade de integração. Aliado a isso, também é um Provedor de Serviços de Pagamento (PSP), que consegue fazer o cruzamento de dados, informações bancárias e fluxo de dinheiro entre lojista, bancos e compradores.

3 – Pag Seguro

O PagSeguro é um serviço de pagamento fornecido pela empresa UOL, o que passa bastante segurança na hora de escolhê-lo como forma de pagamento. 

O cadastro de vendedor é gratuito e você só pagará uma taxa sobre o valor das vendas que forem feitas. Caso opte por receber após 30 dias da venda, a taxa é de 4,99% para pagamentos à vista e 5,59% para vendas parceladas. Para facilitar a vida daqueles empreendedores que estão começando, o PagSeguro também oferece diferentes taxas de acordo com a necessidade de cada cliente. 

Um dos seus maiores benefícios é a praticidade, graças à sua interface intuitiva. Além disso, possui várias opções de pagamento como todas as bandeiras de cartão de débito e crédito, boleto, depósito em conta e débito online. Com o PagSeguro, também é possível oferecer parcelamentos com ou sem juros para os clientes.

Outro fator interessante do PagSeguro é que se sua loja virtual estiver integrada com ele, você tem acesso ao serviço de recuperação de carrinho. Dessa forma, é possível entrar em contato com o consumidor e lembrá-lo que a compra não foi finalizada.

4 – Mercado Pago

O Mercado Pago é uma plataforma de pagamento criada pelo Mercado Livre e que consiste em uma carteira digital com diversas opções de pagamento on-line. É possível fazer pagamentos com cartão de crédito – à vista ou parcelado -, fazer transferências pelo saldo da conta digital, boleto bancário, pix, etc.

Possui duas opções de checkout para o seu e-commerce: Checkout Pro ou Checkout Transparente. O Checkout Pro é mais simples, mas oferece muitas opções de pagamento e ainda pode te ajudar a melhorar a experiência de compra para o seu cliente. Já o Checkout Transparente é mais robusto, uma vez que permite criar uma página totalmente customizada do zero.

As taxas não são fixas; sendo variáveis de acordo com o período escolhido para o recebimento. Para uma liberação imediata, é mais cara do que uma liberação após 30 dias da venda.

Como a conta do Mercado Pago não faz parte de nenhum tipo de banco, para receber as transferências, é preciso pagar uma pequena taxa.

5 – PicPay

O PicPay também tem sido uma alternativa interessante para as lojas virtuais. Ele é um aplicativo que permite o pagamento e recebimento dos valores com uma taxa fixa de 1,99% por transação. Mas uma das desvantagens desse processo é que o cliente precisa ter uma carteira digital na PicPay, o que muitas vezes pode não acontecer…

A grande vantagem dessa conta é que não há taxas fixas, e as taxas por transação são pequenas. Além disso, abrir uma conta é grátis.

Qual dessas plataformas de pagamento é a melhor para o seu negócio?

Como falamos, não existe a melhor plataforma de pagamento, pois tudo depende do seu tipo de negócio, dos hábitos de consumo da sua persona, da fase em que seu e-commerce de produtos personalizados se encontra e também do quanto você tem para investir sem prejudicar o seu capital de giro.

Porém, independente da plataforma de pagamento, o ideal é que ela consiga cumprir da melhor forma possível o seu papel: oferecer o que é necessário para o seu cliente e para o seu negócio de forma segura e eficiente.

Venda produtos personalizados sem precisar de estoque

Além de identificar qual é a melhor plataforma de pagamento para o seu negócio de produtos personalizados, um ponto primordial são os fornecedores e a administração do estoque.

E o estoque é uma área que pode gerar muita dor de cabeça para quem trabalha com produtos personalizados, principalmente com camisetas personalizadas. Isso porque é preciso oferecer vários tamanhos, estampas e cores de camisetas diferentes.

Imagina um cenário ideal: você não precisar lidar com estoque e as camisetas personalizadas ainda serem feitas apenas quando uma compra for realizada. 

Com a tecnologia disponível hoje em dia, tudo isso se tornou possível. No Brasil, esse sonho é real e se chama Dropsimples!

O DropSimples é uma solução completa de dropshiping e Print on Demand de camisetas personalizadas, que abre novas possibilidades para que as lojas desenvolvam suas estampas e vendam sob demanda, sem se preocuparem com estoque ou logística. 

Funciona assim: você integra o seu e-commerce com o Dropsimples, o Dropsimples recebe diretamente todos os pedidos da sua loja; processa, produz e envia diretamente para o seu cliente. Tudo isso sem nenhum custo fixo ou qualquer custo para fazer a integração com a solução, e só pagando após uma venda.

Dessa forma, seu negócio se torna mais simples e você pode focar em outras áreas para alavancar as vendas. Acesse o site do Dropsimples e conheça mais sobre essa solução que está revolucionando o mundo dos produtos personalizados no Brasil.

Deixe uma resposta