Como o Print on Demand (impressão sob demanda) está invertendo a lógica do mercado tradicional

Um mundo novo precisa de novos modelos e serviços que acompanhem as mudanças. E com consumidores cada vez mais exigentes, é preciso entender as novas dinâmicas do mercado para não ficar para trás. Pensando nisso, um dos modelos de negócio que vem crescendo no exterior e está chegando ao Brasil é o Print on Demand. Ou seja, impressão sob demanda.

O Print on Demand segue a lógica de que um produto só recebe a personalização depois que uma venda é concluída. Dessa forma, o espaço do estoque, a dor de cabeça com a liquidação de produtos que encalham ou a falta de algum produto não são mais problemas.

É um modelo que abre um mundo de possibilidades para que empresas e marcas conquistem mercado, pois oferece um processo mais eficiente e financeiramente mais acessível.

Além disso, há uma diminuição significativa de impactos ambientais, uma vez que a produção só acontece quando alguém compra. No modelo tradicional, uma grande quantidade de produtos são produzidos sem se ter certeza de que tudo será vendido. 

Com esse método anterior, por exemplo, em relação às roupas, cerca de 21 milhões de toneladas de tecidos e 28 trilhões de litros de água são desperdiçados.

E todo esse gasto pode ser diminuído com a impressão sob demanda…

Para saber mais sobre o Print on Demand, confira o artigo abaixo!

Como funciona o Print on demand (impressão sob demanda)?

Na lógica do Print on Demand, os produtos só são estampados depois que o cliente realiza a compra. Dessa forma, o empreendedor não precisa gastar dinheiro montando um estoque, ele paga apenas após a venda.

Além disso, um benefício importante nesse modelo é que as marcas não precisam ter uma fábrica para produzir os produtos personalizados sob demanda, basta apenas fazer a integração com empresas que já possuem essa estrutura. E o precursor desse tipo de dinâmica no Brasil para produtos personalizados é o Dropsimples, a solução de dropshipping e print on demand criado pela Dimona.

Funciona assim: você integra o seu e-commerce com o Dropsimples, o Dropsimples recebe diretamente todos os pedidos da sua loja; processa, produz e envia diretamente para o seu cliente. Tudo isso sem nenhum custo fixo ou qualquer custo para fazer a integração com a solução, e só pagando após uma venda.

Ou seja, o processo entre o recebimento, fabricação e envio fica por conta do Dropsimples. Assim, é possível focar em outras áreas para expandir ainda mais seu negócio, como a produção de mais estampas ou no marketing, por exemplo.

Com todo esse processo feito diretamente pela fábrica, chega-se a um outro modelo de operação que faz toda a diferença no Print on Demand: o fulfillment.

O que é o Fulfillment e qual é a sua importância na estratégia e eficácia no processo de Print on Demand?

O Fulfillment é um processo completo que integra desde o recebimento dos pedidos até a entrega do produto para o cliente, visando a satisfação do consumidor. É uma operação ligada diretamente com todas as operações logísticas, tecnologia, atendimento e marketing.

Com consumidores cada vez mais exigentes, o preço hoje em dia não é mais o único fator a ser levado em conta na hora da compra. Um ponto primordial e que leva muitas vezes à fidelidade do cliente é a experiência do cliente com a marca.

Por exemplo, quando um produto tem uma entrega mais rápida ou chega bem antes do esperado. Esse tipo de experiência gera no consumidor a sensação de eficiência da marca e a probabilidade de voltar a comprar é grande.

Nesse cenário, optar por fazer parcerias com empresas já consolidadas e com expertise nessas etapas é um dos pontos a serem olhados na hora de integrar um e-commerce com modelo de Print on Demand.

Dados de mercado: o Print on demand no Brasil e no mundo

O ambiente on-line derrubou muitas barreiras, tanto geográficas quanto de mercado, por tornar os negócios mais possíveis e democráticos no ambiente digital. Com isso, novas marcas vêm crescendo em ritmo acelerado, principalmente no setor da moda e estamparia.

Com um ambiente virtual favorável, o Print on demand chega para tornar tudo ainda mais acessível e barato. Isso porque, além do empreendedor não precisar gastar com estoque, não precisa se preocupar em ter máquinas para estampar os produtos, basta integrar o e-commerce ao sistema.

Nos Estados Unidos e Europa, a impressão sob demanda é um sucesso e já tem um mercado sólido. Além disso, o modelo de Dropshipping é um dos modelos de negócio que andam lado a lado com o Print on demand no exterior.

De acordo com algumas projeções nos EUA, estima-se que em 2024:

  • O e-commerce de vestuário será um mercado de US$ 130 bilhões;
  • Quase dois terços das peças de vestuário serão comprados on-line;

Se esse números são projeções em um mercado que já funciona nos Estados Unidos, imagina o potencial de mercado aqui no Brasil, onde esse modelo ainda está em sua fase inicial…

Com mais de 200 milhões de pessoas, o Brasil tem um potencial de crescimento de Print on Demand e Dropshipping imenso. Ainda mais que o perfil do consumidor mudou com a pandemia, em que muitos que nunca tinham comprado on-line, fizeram sua primeira compra pela internet nesse período.

Para saber mais detalhes sobre esse mercado em expansão no país, leia nosso artigo: Dropshiping e a grande oportunidade de mercado no Brasil

Como o Print on Demand é possível?

Há uns 20 anos, se fôssemos pensar na lógica da impressão sob demanda, talvez fosse impossível colocar em prática…

Porém, com o avanço tecnológico, o Print on Demand se tornou possível e cada vez mais próximo da realidade. Isso tudo por conta das impressoras digitais – ou Direct to Garment (DTG) -, como a Silk Digital e a Silk Digital HD

Essas impressoras mudaram o mundo da estamparia, trazendo menos impacto ambiental, mais agilidade na produção e ainda mais qualidade para as estampas.

Elas funcionam com a mesma lógica das impressoras normais de papel: a tinta é aplicada diretamente no tecido. Depois, o tecido passa por um “forno” com altas temperaturas para que a tinta se fixe.

No Dropsimples, a impressora usada é a Silk Digital HD que oferece mais de 64 milhões de cores em alta resolução, o que torna a estampa ainda mais fiel, pois além das cores convencionais como CMYK + Branco, conta com duas cores adicionais.

Além disso, a Silk Digital HD é considerada a tecnologia mais sustentável já desenvolvida nesse segmento, pois usa tintas biodegradáveis, além de zero emissão de dióxido de carbono e sem utilizar água no processo.

Você pode conferir também o artigo: Quais as Principais Diferenças entre Silk Digital HD e Silk Digital.

Conheça algumas vantagens do Print on demand

  • Vender sem estoque
  • Estampa sob demanda
  • Não tem custo fixo
  • Conecta a loja, marca ou plataforma a uma infraestrutura fabril
  • Infraestrutura logística integrada de primeira linha com custos competitivos
  • A margem de prejuízo é muito baixa 
  • Pagamento apenas após a venda
  • Lançamento de estampas ilimitadas
  • Produtos com qualidade HD e tintas biodegradáveis

Assista ao vídeo sobre o Dropsimples e saiba mais:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s