Serigrafia ou Sublimação: conheça as diferenças

Decidiu fazer uma camisa personalizada? Ótimo! Agora é a hora de decidir qual técnica de estamparia é a melhor: estampar pela técnica de serigrafia ou sublimação? Qual é o melhor processo entre os dois? 

A verdade é que não existe uma resposta pronta quando falamos sobre técnicas de estamparia…

Tudo vai depender do tipo de arte que você deseja estampar, o objetivo, a quantidade e o custo-benefício de cada uma. É normal ficar em dúvida sobre todas essas variantes e é por isso que vamos te explicar algumas diferenças entre essas duas técnicas para que você consiga entender qual é a melhor para o que deseja.

Confira abaixo algumas vantagens e desvantagens desses processos, além de entender melhor como escolher qual técnica usar de acordo com o seu objetivo!

Conheça um pouco sobre a técnica de serigrafia e sublimação

A serigrafia, também conhecida como silk screen, é uma técnica de estamparia em que a impressão é feita em uma tela. A tinta é colocada em uma tela em contato com a camisa e, por meio de um puxador, essa tinta vai sendo espalhada. Nos lugares específicos, a tinta vaza pela tela, estampando o tecido.

Hoje em dia, essas telas são feitas em poliéster ou nylon. Porém, na época em que a técnica foi desenvolvida, era feita em telas de seda e por isso leva o nome de serigrafia – do latim sericum (seda) e do grego graphia (escrever, gravar ou desenhar). 

Você pode conferir mais sobre a produção da técnica de serigrafia no vídeo abaixo:

Já a técnica de sublimação usa um outro processo…

Ao invés da tinta ir diretamente para o tecido, a estampa é impressa primeiro em um papel especial e, quando submetida a elevadas temperaturas, a tinta sublimática passa do estado sólido para o gasoso, marcando o tecido que está abaixo. Essa marcação é o que dá forma a estampa.

E é por isso que a técnica leva o nome de sublimação, já que essa palavra se refere à mudança do estado sólido para o estado gasoso.

Porém, não é só na hora de estampar que as técnicas se diferenciam. Ambas possuem peculiaridades. 

Serigrafia e a sublimação? Qual é a melhor para sua camisa personalizada

Agora que você já entendeu que o processo de estamparia de ambas são diferentes, é hora de conhecer as vantagens e desvantagens de cada uma.

Vantagens da técnica de Serigrafia x Vantagens da Sublimação

A Serigrafia é uma das técnicas mais resistentes no universo da estamparia. Ela possui baixo custo em equipamentos, fácil de manusear e as telas podem ser reaproveitadas.

Uma de suas maiores vantagens em relação à sublimação é a possibilidade de estampar em tecidos escuros, uma vez que a técnica de sublimação é adequada apenas para tecidos de cores claras.

Além disso, os tecidos usados na serigrafia podem ser feitos de 100% algodão e também com poliéster na composição, o que torna uma grande diferença em relação à sublimação. A sublimação só pode ser realizada em tecidos com no mínimo 80% poliéster. Para camisas de poliéster e dry fit, a sublimação é a mais adequada, pois a tinta usada consegue fixar melhor nesse processo.

Falando na estampa em si, as artes da técnica de serigrafia devem ser de traços e com cores bem definidas. Já na sublimação, é possível fazer uma camisa personalizada com artes em cromia, como uma foto, por exemplo, pois a impressão da imagem consegue captar mais detalhes.

Na sublimação, a estampa pode ser feita a partir de arquivos em alta resolução e pode ser aplicada nos tamanhos A4, A3 e 38×48. A mesma lógica no processo usado para estampar nesses tamanhos também pode ser usado para estampar a camisa por completo, chamado de sublimação total. (Saiba mais sobre a sublimação total aqui).

Desvantagens da técnica de Serigrafia x Desvantagens da Sublimação

A serigrafia não é uma técnica muito indicada para impressões com muitas cores, pois cada cor é referente a uma tela. Além disso, é mais indicado para pedidos com quantidades grandes de camisetas personalizadas, para compensar os gastos com telas.

Uma das maiores desvantagens da sublimação é o fato da composição do tecido ser limitada a, no mínimo, 80% de poliéster. Outra desvantagem dessa técnica é a questão da cor dos tecidos que devem ser claros.

Impressão digital: tecnologia e estamparia caminham juntas

Cada vez mais a tecnologia tem avançado e aprimorado os processos de estamparia. E,além da técnica de serigrafia e sublimação, é possível criar camisas personalizadas com diversas outras técnicas que você também encontra na Dimona.

Por exemplo, hoje em dia é possível encontrar técnicas de impressão digital, em que a arte é estampada diretamente na camisa por uma impressora, sem a necessidade de telas ou de papéis especiais. 

Esse tipo de processo é chamado de Silk Digital e, atualmente, há dois tipos: Silk Digital e Silk Digital HD. Ambos possuem uma qualidade e definição incríveis.  

Confira mais sobre a impressão digital e as diferenças entre essas novas técnicas no artigo Quais as Principais Diferenças entre Silk Digital e Silk Digital HD?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s