O que você precisa saber para criar a sua marca de camisas

Camisas nunca saem de moda, mas isso não significa que criar uma marca seja simples. Exatamente por ser uma peça de roupa que todo mundo precisa e há inúmeras marcas, que você precisa construir uma boa marca para se destacar da concorrência.

Pessoas compram camisetas não só para se vestirem, mas, cada vez mais, para mostrarem quem são, quais são seus gostos, grupos dos quais pertencem… E é por isso que é fundamental que a sua marca seja autêntica e que o seu cliente se identifique com ela para, literalmente, vestir a sua camisa.

E é pensando em te ajudar que a gente artigo com tópicos fundamentais na hora de você criar a sua marca de camisas.

1 – Planejamento

Tudo começa com o planejamento. É nessa etapa que a sua ideia vai ganhar estrutura para que você coloque em ação e não se perca no caminho. Aqui, você vai definir tudo que é importante para a sua marca. Abaixo, eu listei o que não pode faltar na hora do seu planejamento.

  • Público-alvo: é o que vai direcionar a sua marca, são as pessoas que vão vestir a sua camisa e é com elas que as suas camisetas devem criar identificação.  
  • Nome da sua marca: o nome vai definir a sua identidade. É preciso pensar no que você quer passar e de forma clara, que faça sentido para o seu segmento. Não adianta colocar um nome que pareça ser para um público voltado para esportes radicais, se a sua marca é focada no universo Geek.
  • Logotipo: da mesma forma que o nome da sua marca precisa carregar um significado que ajude a definir a sua identidade, a logo também tem esse papel, mas de forma visual. Uma logo simples, mas que possui traços simbólicos sobre a sua marca são sempre bem vistas.
  • Qual o problema a ser resolvido: toda marca precisa resolver algum problema do seu público e, para marcas de camisa isso não é diferente. A partir do seu público-alvo, você deve buscar saber quais são as demandas do seu segmento e que tipo de solução você tem. Uma dica é ver o que a concorrência tem feito e, a partir disso, quais são as brechas encontradas e  quais são os problemas que ela não resolve.

2 – Malhas

Cada tipo de malha tem um objetivo e que melhor se adequa ao segmento que você quer conquistar. Por exemplo, se a sua marca é voltada para o dia a dia, algo mais casual, e busca durabilidade e qualidade, a Quality pode ser uma boa opção.

Você pode conferir mais sobre as malhas e ver qual é a melhor para o seu objetivo no nosso artigo sobre Como Diferenciar os tipos de Malhas  das Camisas.

3- Técnicas de estamparia

Existem diversas técnicas de estamparia e cada uma vai depender do resultado que você deseja obter. Por exemplo, se as suas estampas são em traços e você deseja qualidade, bom preço e velocidade de produção, uma indicação é a técnica de Silk Carrossel. Já se a sua malha é de poliéster, a técnica de sublimação é a melhor.

Para saber mais sobre as técnicas de estamparia, dá uma olhada no nosso artigo que diferenciar diversas técnicas que temos na Dimona: Diferenciando as Técnicas de Estamparia da Dimona.

5 – Direitos autorais

Uma das grandes dúvidas quando alguém vai criar uma marca de camisas é sobre a questão de direitos autorais. Se você vai criar uma marca com estampas próprias, é bom que registre suas artes para ter seus direitos preservados. A gente tem um artigo que te mostra Como Registrar Estampas e Marcas de Camisetas.

Além dos seus direito autorais, você também tem que levar em conta que não pode estampar qualquer tipo de arte na sua camiseta sem conferir se ela possui direito autoral. Um dos grandes erros é pegar imagens da internet e achar que pode reproduzir e vender só porquê estão online. Mas não é bem assim…

Você não pode pegar uma imagem de um personagem da Marvel e estampa-la para vender sem ter uma licença, por exemplo. Caso contrário, isso é crime.

Porém, há alguns personagens que são considerados de domínio público, como o Peter Pan, e você pode usá-los sem problemas. Mas é preciso verificar quais estão disponíveis.

6 – Vender suas camisas no físico ou online?

Ambas formas de venda possuem vantagens e desvantagens, além da preferência variar de cliente para cliente…

Uma das vantagens de se vender camisas em uma loja física é gerar mais proximidade entre a sua marca e o cliente, pois ele vai poder estar em um universo que você criou, podendo ter contato sensorial com as camisetas. Porém, uma desvantagem é a necessidade de ter um estoque, que pode encalhar ou estar em falta.

Já, vender suas camisas no e-commerce o cliente pode não ter o contato sensorial, podendo tocar e ver de perto seus produtos. Mas você pode se aproximar do seu público de outras formas, usando a internet a seu favor. 

Uma grande vantagem de poder vender camisas no e-commerce é a técnica de dropshipping, que você pode vender as camisetas sob demanda. 

Te explico!

Dropshipping de camisas: a mágica sob demanda

Imagina abrir sua loja online, e seu problema ser “somente” a criação da arte das estampas e o marketing da sua marca… Sem se preocupar com disponibilidade de tamanho da camisa, cor, estoque, envio…

Seria ótimo, né?

O dropshipping funciona basicamente assim: você integra a sua loja virtual com o seu fornecedor. Seu cliente faz uma compra no seu site integrado, o fornecedor recebe o pedido, faz a camiseta a partir dessa demanda e envia diretamente para o cliente. Assim, você não se preocupa em ter a mercadoria em estoque e só paga ao seu fornecedor os produtos vendidos.

Aqui na Dimona, a gente tem esse tipo de integração via API, na nossa plataforma Dropsimples, com os principais provedores de lojas virtuais como Shopify, Loja Integrada, Woo Commerce, Magento, Nuvemshop, VTEX, Dooca Commerce, Tiny e Tray.

E uma dica para quem está começando agora e não sabe como criar uma loja virtual para sua marca de camisas, a nossa dica é a plataforma Montink, que oferece um trabalho especializado de forma rápida e baixo custo, que já está integrada ao sistema da Dimona.

Construir a sua marca de camisas agora ficou mais simples. Aqui na Dimona a gente resolve parte do processo, mas só depende de você tirar essa ideia da cabeça e colocar em prática. Então, bora pegar essas dicas e construir suas camisetas?!

9 comentários

    1. Dimona

      Olá, Jorgina! Como vai?
      Que ótimo que você se interessa por esses assuntos. Você pode continuar acompanhando a gente por aqui, pelo Instagram da Dimona (@dimona) e pelo Instagram do Dropsimples (@dropsimples.dimona).

      Se tiver alguma sugestão de conteúdo, manda para a gente! Amamos receber ideias novas! 😀

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s