A história da camiseta: Saiba como surgiram as primeiras camisetas e como elas foram incorporadas na moda!

Assim como a calça jeans, a camiseta é uma peça indispensável no guarda-roupa de qualquer pessoa. Independente da idade, gostos e estilos, a camiseta é uma peça acessível e democrática, que está presente no dia-a-dia das pessoas.

A camiseta é uma das vestimentas mais universais e facilmente encontradas em um guarda-roupa. Historicamente, movimentos de contracultura passaram a vesti-la como sinônimo de protesto, elevando-a ao posto de meio de comunicação, o que chamou a atenção para sua utilização como mídia alternativa.

As mensagens carregadas pelas estampas relacionadas a causas, ideais e atitudes, tornaram-se mais uma forma de conversar e manifestar fins maiores, como por exemplo divulgação, críticas e humor, interferindo no processo de socialização do indivíduo.

Mas afinal, você sabe de onde surgiram as primeiras camisetas e como elas foram incorporadas no dia a dia das pessoas?

Preparamos aqui uma linha do tempo com o caminho percorrido pelas camisetas até chegarem à popularidade que vemos hoje em dia!

Antiguidade:

  • Na antiguidade, a camiseta era usada como roupa íntima. Usadas por baixo das vestimentas dos soldados romanos, as chamadas “camisias”, eram brancas, feitas de puro linho e serviam para proteger o corpo da transpiração.

Século 4:

  • Mais para frente, as camisas continuavam a ser usadas por baixo das peças, mas principalmente pelos reis e pela nobreza. Os tecidos das peças usadas por cima eram muito ricos, bordados com ouro, prata e pedras preciosas, e como não dava para lavá-las, a camisa era usada por baixo dessas peças para evitar que sujassem.

Século 18:

  • O processo de popularização das t-shirts começou com a Revolução Industrial, iniciada no século 18. Nesse período foram inventadas máquinas para a produção de malhas e cortes de camisetas, principalmente de algodão. Vale-se ressaltar que no Brasil a industrialização têxtil só deu seus primeiros passos em meados do século 19.

Veja como são feitas as camisetas aqui na Dimona!

Século 19:

  • No século 19 as roupas das crianças começam a ficar mais “infantis”, em vez de reproduções das dos adultos em miniatura. A camisa era a única vestimenta até os 5 ou 6 anos e também era usada para batizar as crianças.

Século 20:

  • Até início do século 20, a camiseta, ainda restrita à Europa, passa a ser utilizada como roupa de baixo para proteger os homens da transpiração e do frio, mas não demorou a ser incorporada em outras ocupações que demandavam trabalho corporal, como na agricultura. Para não rasgar as camisas, os trabalhadores braçais passam a usar só a camiseta para trabalhar, visto que eram Confortáveis e com baixo custo de fabricação.

Veja como diferenciar os tipos de malha das camisas.

1ª Guerra Mundial (1914 – 1918):

  • Durante a primeira guerra, soldados europeus usam por baixo dos uniformes, confortáveis camisetas feitas de algodão. Ao conhecer essa novidade, os americanos resolvem aderir e a levam para os Estados Unidos, visto que eles “morriam de calor” com seus uniformes de lã. E é nesse período que o design em formato de T leva a peça a ficar conhecida como T-shirt, em inglês.

2ª Guerra Mundial (1939 – 1945):

  • A camiseta ainda é considerada roupa de baixo, mas passa a ser peça-chave no uniforme da Marinha e do Exército Americano. Com isso, o público se acostuma mais a ver em revistas fotos dos soldados com camiseta, sem camisa por cima.

1948:

  • Em 1948 o candidato à presidência dos Estados Unidos, Thomas E. Dewey, faz uma das primeiras camisetas de propaganda da história, com os dizeres “Dew it for Dewey”. E a partir de então, os demais políticos passam a incorporar essa prática em suas campanhas também.

Anos 50:

  • Vista antes de tudo como necessária entre a classe trabalhadora, a camiseta alcançou status fashion justamente com Marlon Brando e James Dean, nos anos 50. Vestida por astros do cinema, ela não demorou a ser eleita pela juventude como item do guarda-roupa que garantia a casualidade almejada pela geração do pós-guerra.
  • Em 1951, o artista Marlon Brando aparece de camiseta no filme “Um Bonde Chamado Desejo”. A simplicidade da camiseta como figurino serviu para criar a imagem do homem contestador e irresistível. A partir dessa época, a camiseta passa a fazer parte da indumentária das pessoas também na vida civil.
  • Outro ícone do cinema que fez história com o uso da camiseta foi James Dean em 1955. Ele aparece de camiseta no filme “Juventude Transviada” e a partir desse ato, a camiseta se torna sinônimo de rebeldia e contestação.

Anos 60:

  • Na esteira do movimentos anti-guerra e a favor da liberdade, a camiseta veste as cores psicodélicas dos hippies e passa a trazer mensagens pacifistas, na linha de “Faça Amor, Não Faça Guerra”. E foi apenas nessa época, que as mulheres também passam a usar a peça, que se torna “unissex”.

Anos 70:

  • As camisetas são usadas tanto como meio de expressão dos anseios da juventude quanto como suporte para propaganda, carregando símbolos de marcas em geral.

Anos 80:

  • Na década dos yuppies (abreviatura de Jovem Profissional Urbano em inglês), jovens ligados ao consumismo e ao individualismo, a moda passa a ser ostentação de dinheiro e poder, e a camiseta começa a trazer bem grande as marcas das grifes.

Anos 90:

  • A liberdade e jovialidade da moda nos anos 90 aparece nas roupas largas e largadas dos grunges. A camiseta passa a ser usada por qualquer segmento da sociedade, sem necessariamente ter comprometimento com causas, ideologias ou faixa etária.

E o estilo de roupas dos anos 90 está vindo com tudo em 2020 também.

Anos 2000:

  • A camiseta continua democrática e servindo a todos os gostos, desde as campanhas políticas à estampa de filmes e grupos musicais preferidos. As grandes marcas começam a investir mais nas linhas infantis, e cada vez mais peças voltadas a esse público são produzidas.

Era da Customização:

Sabemos que a comunicação vai muito além do que você diz! Ela engloba tudo ao seu redor, inclusive o que você veste. A necessidade de diferenciação e identificação com o que você veste está cada dia mais em alta.

Hoje, customização é a palavra de ordem. A personalização se tornou um desejo maior das pessoas. Cada um pode expressar o que pensa e sente através de estampas de sua própria autoria.

Pioneira no assunto, a Dimona que personaliza camisetas desde 1967, trouxe a possibilidade das pessoas personalizarem camisetas e acessórios com frases e estampas idealizadas por elas mesmas. Com isso, a Dimona participou da comunicação de diversos grupos e gerações ao longo desses anos, através das camisetas e tem muita história pra contar.

Veja também a história da Dimona!

Historicamente as camisetas estiveram presentes em momentos importantes e hoje podem ser usadas como verdadeiras telas, prontas a receberem ideias e estampas que precisam ser vistas.

E aí. o que você quer estampar?


Dimona: Você cria, a gente estampa!

Personalize agora!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s