A Dimona convidou quatro educadores com o desafio de tentar resumir em uma estampa o significado de ensinar. Nós perguntamos para eles como completariam a frase “Ensinar é…” ? As respostas viraram camisetas estampadas.

Cada professor tem sua história e um significado diferente para sua estampa, mas o que esteve presente na fala de todos foi a busca para que os alunos se tornem sempre questionadores. Afinal, o conhecimento é construído em conjunto. Confira como foi!

“Ensinar é: mais reflexões, menos respostas.”

A Karla (30 anos) começou dando aula na educação infantil seis anos atrás, e hoje atua como Coordenadora na escola Os Batutinhas, em Ipanema, escolheu ser educadora por acreditar no potencial das crianças.

Para ela o futuro é consequência do presente.

As pessoas costumam querer pensar pelo outro e trazer respostas, mas para a Karla, ensinar é justamente o oposto disso: “A gente precisa dar espaço pra criatividade das crianças, fazendo mais perguntas.”

“Ensinar é abrir espaço para a curiosidade.”

Michelle (37 anos) é professora desde 2010 por acreditar no futuro. Para ela, “nós” já estamos com muitas certezas, então para ensinar e aprender, nós precisamos de mais perguntas.

“Hoje em dia as informações já estão muito formatadas e é importante que os jovens sintam que estão construindo o conhecimento junto com o educador. Quando você guia o aluno a fazer perguntas e procurar respostas ele adquire um conhecimento único.” diz a professora de Artes Visuais da Escola Eleva Botafogo.

“Ensinar é trabalhar com as inquietações para que todos encontrem o seu lugar na sociedade.”

Gilberto (53 anos) que hoje dá aula de Projeto para o curso de Design na PUC, “foi encontrado” pela profissão de educador. Ele, que dá aulas desde 2010 sempre se preocupou em educar as pessoas para um futuro melhor.

Para Gilberto a educação tem o poder de não deixar ninguém pra trás: “Como trabalho muito com jovens e eles são muito inquietos com tudo, eu busco começar pelo questionamento dos “porquês”. Busco entender qual é a inquietação de cada aluno, para compreender de que forma eu posso contribuir para que ele transforme essa inquietação em algo produtivo.”

“Precisamos trabalhar as pessoas individualmente em busca de progresso. O aluno precisa se sentir confortável em falar e para isso ele precisa se ver em você, da mesma forma que você também precisa se ver um pouquinho nele. E para isso, não tem fórmula.

Independente da aula que estiver sendo dada, como eu posso construir um ambiente favorável a essa troca? E como conseguimos transformar essa inquietação em energia?

Eu coloco para os meus alunos a minha própria proposta de carreira, que é buscar pessoas inquietas para fazer que de alguma forma elas evoluam. Quanto mais irrequieto, mais eu quero estar próximo, pois assim irá ocorrer uma troca. Cada troca para mim me leva a novos aprendizados e me faz reformular a forma como chego em sala e como me relaciono com os alunos”

“Ensinar é saber escutar e aprender com as crianças.”

João Mariano (34 anos), professor de Educação física há 12 anos, se tornou educador por vontade de trabalhar com algo que pudesse contribuir para as gerações futuras.
João, que hoje trabalha na Escola Eleva em Botafogo, escolheu a frase de sua estampa pensando na importância que é ter esse olhar de entendimento com a personalidade de cada aluno: “Trabalho com crianças há muito tempo (na educação infantil), e ensinar é justamente aprender como cada um aprende.”


Pudemos ver aqui através dos professores e suas estampas, a importância que é a troca, a curiosidade, a reflexão e o questionamento.

Por trás de todo o grande profissional, houve um grande mestre, e eles merecem todo o nosso reconhecimento e gratidão por isso.

As camisas personalizadas são uma forma da Dimona homenagear essa tão importante missão que é ensinar.

Feliz dia dos professores!


Quer homenagear alguém através de uma estampa personalizada? Personalize agora em nosso site ou vá em uma de nossas lojas!