Sublimação Total: Conheça e Personalize suas Camisetas

A sublimação total nada mais é do que um processo físico em que acontece uma mudança do estado sólido para o gasoso sem passar pelo líquido.

No caso da estamparia, a sublimação total é um processo digital onde um desenho é impresso em um papel especial. Depois, a arte é transferida para o material através de uma prensa térmica. Também é possível criar e personalizar materiais como porcelana, vidro, cerâmica e tecidos sintéticos.

A separação de cores encontrada no Silk Screen atendia a grande maioria das demandas de impressão. Com essa evolução das ferramentas de design, as criações trazem mais cores, degradês e altas resoluções gerando demandas por camisetas totalmente estampadas. Dessa forma, também abriu espaço para as técnicas digitais de estamparia foram e continuam sendo sempre aprimoradas.

Diferente da serigrafia, o processo de sublimação não tem restrição de quantidade de cores. Em contrapartida, há restrições de tipos de camisetas. Mas é preciso ressaltar que a técnica só funciona em tecidos sintéticos como o poliéster ou dry fit.

Além disso, a sublimação total não funciona em tecidos escuros. Ou seja, apenas em tecidos de base branca ou cores claras. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, uma camisa em sublimação total com fundo escuro teve como base uma camisa branca de poliéster que recebeu uma aplicação de uma estampa com fundo escuro. Portanto, se você tiver uma camisa de futebol em casa, repare que no lado do avesso dela você encontra um tecido branco.

O QUE É SUBLIMAÇÃO TOTAL?

Para explicar, vamos usar como material as camisetas sublimáticas da Dimona.

A sublimação total ou full print é um processo onde toda a camiseta é ”pintada” de uma vez só. Por isso, passa a impressão que o tecido já era daquele jeito.

Alguns exemplos claros de sublimação total são as camisetas de time de futebol, abadás e camisetas personalizadas de eventos. E funciona assim: a estampa é aplicada usando uma máquina, conhecida como calandra, no tecido ou na peça já cortada para depois ser finalizar na costura.

Mas como fazer a sublimação total? Abaixo, você confere o passo a passo.

Como fazer a sublimação total

1) Faça sua arte considerando a arte da frente, das costas e das mangas separadamente. Otimize os elementos para que o mesmo arquivo funcione para os tamanhos P M e G. Assim, você tem um custo de papel menor.

Você deve começar pela arte, para otimizar os custos e gastos vamos listar algumas dicas básicas:

2) Tenha em mente que cores escuras, como o preto utilizam mais tinta. Quanto mais denso e escuro for o fundo da camisa sublimada, maior será o consumo de tinta e como consequência maior o custo de produção.

3) Pense também na modelagem da sua camiseta. Camisetas com manga necessitam de tecidos estampados separadamente. Para cada camiseta se tem uma folha de papel para a frente, uma para as costas e uma para as duas mangas totalizando 3 folhas por peça.

Processo de Sublimação Total

Depois de enviar a sua arte, escolher a modelagem, vamos para a produção.

A equipe de produção vai usar uma impressora sublimática para imprimir o papel com a sua arte, enquanto a equipe de corte vai cortar e separar por tamanhos as suas camisetas.

O tecido cortado é colocado na calandra e o papel sublimático apoiado sobre o tecido. A arte do papel é transferida para o tecido branco quando comprimido junto ao papel nesse processo.

Com o processo de sublimação terminado, sua camiseta volta para costura para ser finalizada, e pronto!

Simples não é mesmo?

Faça agora sua camiseta personalizada em sublimação total

A sublimação total renovou o mercado de estamparia, podendo ser aplicadas em diversos produtos personalizados. Para isso, é só soltar a criatividade e seguir o passo a passo acima.

Então, que tal soltar o artista dentro de você e criar a sua camiseta feita em sublimação total?

Personalize agora na Dimona!

2 comentários

Deixe uma resposta