Esta é umas das atividades mais importantes no mercado da personalização e da moda

A tecnologia está presente em praticamente todos os setores e atividades. Sejam para construir uma ponte ou tomar um simples cafezinho expresso, as inovações trouxeram inúmeros benefícios para a sociedade. No âmbito das artes e em trabalhos em que a matéria-prima é a criatividade não foi diferente. Programas gráficos voltados para desenhos e tratamento de imagens se transforam nas principais ferramentas de muitos profissionais.

A união entre arte e tecnologia gerou frutos preciosos como a criação de algumas ocupações. O designer é uma profissão que exemplifica muito bem este novo universo e permitiu especializações como o designer de superfície e de estampa, voltados para o mercado de estamparia têxtil digital.

Apesar da indústria têxtil produzir seus artigos em massa, a procura da arte final das roupas está cada vez mais voltada para a personalização e exclusividade. É nesta realidade que os novos profissionais fazem a diferença, descobrindo tendências e oferendo aos clientes novas opções com cores e estampas bem transadas.

O que faz um Designer de Estampas?

Esse profissional trabalha com a criação de imagens bidimensionais para serem utilizadas nas mais variadas superfícies, embora sua atuação esteja mais ligada à área de moda. Vendo de uma maneira mais rasa, pode-se imaginar que se trata de um desenhista ou ilustrador, mas suas competências precisam estar alinhadas com outros pontos como a textura e o material que a imagem será aplicada.

Por exemplo: se uma empresa quer produzir roupas da moda no atacado, o Designer de Estampas, além de criar a imagem que será replicada em toda a peça, deverá se preocupar em qual tipo de tecido a imagem será aplicada e a técnica empregada no processo para não interferir no colorido. O mesmo ocorre se a imagem for utilizada em uma cerâmica ou outro tipo de objeto. Sua atuação em todas as etapas do projeto garante a qualidade do produto até chegar ao consumidor. São atribuições do Designer de Estampas:

  • Saber o material que será aplicada a imagem;
  • Conhecer as técnicas utilizada para transferir a imagem;
  • Criar a imagem;
  • Definir as cores;
  • Aplicar a textura apropriadamente;
  • Buscar soluções estéticas para o projeto.

Textura e estampa gráfica

São parecidos, mas possuem algumas diferenças no ambiente gráfico, sendo a principal delas a forma como se apresentam. Na textura não existe nenhum elemento em destaque, quase tudo tem o mesmo tamanho, formato e coloração. Se em uma camiseta lisa você imprimir várias escamas repetidamente uma do lado da outra, a imagem como um todo ficará parecida com essa textura. Ou, se você colocar a foto com foco fechado em uma areia ou grama, a ilustração ficará com a aparente textura de areia ou grama.

Em uma ilustração com um tucano descansando no galho da árvore, por exemplo, você tem figuras totalmente diferentes em uma mesma imagem. Isso é uma estampa, podendo ser criada em diferentes cores ou mesmo sendo monocromática. Estampa, cor, textura são elementos de criação do Designer de Estampas e estão presentes em quadros, camisetas e canecas personalizadas.

O que é preciso para ser um designer de estampas?

Ser criativo é a principal qualidade para qualquer designer, mas outras características mais técnicas são necessárias para se tornar um bom profissional. Uma delas é conhecer todas os recursos de estamparia, no caso de tecidos, por exemplo, entender o trabalho com sublimação, serigrafia, estampa digital em camiseta, entre outras técnicas.

Mesmo existindo uma vasta malha de informações sobre técnicas de estamparia e outras especificidades na internet, é aconselhável fazer um curso para aprender com profissionais mais graduados sobre todas as metodologias que envolve o processo de criação de uma estampa. E como é um mercado muito amplo e com demanda, você poderá aprender e praticar ao mesmo tempo. Confira outros conhecimentos necessários que você pode estudar em um curso:

  • Aprender a utilizar programas de imagem e ilustração;
  • Conhecimento da palheta de cores;
  • Estudar os diferentes tipos de materiais;
  • Saber identificar as tendências do mercado.