Neste artigo queremos dividir com vocês leitores as diferentes modalidades do Silk Screen. Embora pouca gente saiba, uma arte pode ser estampada em silk de diferentes maneiras. Vamos dividir essas modalidades em quatro tipos:

  • Silk de cores sólidas (silk chapado)
  • Silk em Policromia
  • Silk Simulado
  • Silk Digital

Um conceito importante para entendermos as diferenças das modalidades é, em primeiro lugar, compreender a diferença de cores chapadas para cromias.

De forma objetivas, sabemos que uma arte possui cores chapadas quando você consegue contar de forma clara quantas cores tem uma arte.

Por exemplo: a logo da Coca Cola é uma arte chapada de uma única cor. Já a cor da logo da Petrobrás é uma arte chapada de três cores (verde, amarelo e branco).

Não há nenhuma sobreposição de cores nem mesmo degradês nesse tipo de arte. Já a cromia (ou policromia) são aquelas artes cuja separação não se faz possível.

Exemplo: a logo marca da Rede Globo possui incontáveis cores sobrepostas e degradês. Não é possível dizer ao certo quais cores exatamente se fazem presente.

Vamos começar?

Silk de cores solidas (chapadas)

Esse é o silk mais comum de ser feito e também o mais simples. Nesse caso as cores devem ser separadas sem sobreposição de forma que parar cada cor, uma tela será revelada. O encaixe entra as cores separadas é feito através do registro das telas, conforme ilustração abaixo:

Silk Policromia

A policromia não é nada mais do que fazer a separação de cores de sua arte em CMYK (ciano, magenta, amarelo, preto) e em caso de tecidos escuros é usado uma base branca.

Abaixo segue o exemplo:

Silk Simulado

O silk simulado é o silk mais complicado de ser feito, mais é também o melhor em termos de definição. No Simulado a quantidade de cores aplicadas são ilimitadas, diferente da policromia, ele usa pantones diferenciados para mesclar, dando melhor acabamento nas cores, elas ficam mais vivas e podem ser editadas com facilidade, por serem cores separadas e não uma junção CMYK. Abaixo segue o exemplo:

 

Silk Digital

O silk digital é a modalidade mais avançada existente. É uma espécie de impressora de camisetas, na qual a arte é impressa diretamente no tecido sem a necessidade de revelação de telas. Embora seja classificada como Silk, por se utilizar de um tipo de tinta serigráfica, claramente essa modalidade se distancia das demais.

O silk digital apresenta algumas vantagens consideráveis:

  • A resolução de impressão de estampas fotográficas apresentam qualidades incríveis, atingindo patamares de qualidade superiores ao processo tradicional de policromia.
  • Por não precisar de telas em seu processo, torna-se possível personalizar camisetas sem número mínimo de peças!
  • A área de impressão do silk digital pode chegar a 50 x 70 cm

Revelação de tela para Silk Screen
(Silk de cores chapadas, silk policromia e silk simulado)

Depois de entendermos o processo de separação de cores, das artes a serem estampadas, vamos aprender o processo de revelação da tela para Silk Screen.
A primeira coisa a se fazer depois de preparar a arte é transofrmá-la em um fotolito. Fotolito é um filme transparente que serve como matriz para impressão de qualquer material gráfico. Sua origem está no processo de foto e gravação. É a mídia intermediária entre a finalização (arte final) e o impresso. Ao lado temos um exemplo de um fotolito.

Depois da impressão do fotolito, vamos utilizá-lo para revelação de tela. Ele é colocado com uma moldura de nylon com madeira ou alumínio, por cima de uma mesa de luz que revela tudo que for preto. Nesse processo, o calor e a luminosidade da revelação, queimam as partes da tela cujo fotolito aplicado em cima está preto. Nesse sentido, a tinta passará para o lado do tecido justamente nesses pontos revelados.

Agora que a tinta foi passada da tela para a blusa, é só esperar secar que a blusa vai estar pronta para ser utilizada!